Atendimento humanizado, Casos clínicos, Histórias cotidianas, Médicos escritores, Sem categoria

A senhora e Deus

Sempre digo que ser profissional de saúde é um privilégio. Lidamos todos os dias com a nossa face mais frágil, sem máscaras, com a realidade escancarando na nossa cara o quanto somos iguais naquele leito,  estando ele num quarto de luxo ou na enfermaria coletiva do hospital público.Hoje foi mais um desses dias.Entre as diversas… Continuar lendo A senhora e Deus

Atendimento humanizado, Casos clínicos, estudante de medicina, Histórias cotidianas, Idosos, Médicos escritores, medicina

O curativo dela em mim

Era uma noite de plantão, desses de final de ano que a gente custa a se preparar pra ir. Queria ficar em casa, curtindo o marido, cachorros, digerindo os mil problemas pessoais... Como a responsabilidade não tem nada a ver com as minhas vontades, peguei jaleco, esteto, caneta, crachá e fui. Aqui em Campinas temos… Continuar lendo O curativo dela em mim

Atendimento humanizado, Casos clínicos, estudante de medicina, Histórias cotidianas, medicina, Problema social, Sem categoria

O Brasil não tem fome

Tentei escrever a seguinte história, algumas vezes, na tentativa de tirar da garganta o grito contido e a dor no estômago que custa a passar. Não havia conseguido... Escrever é ressignificar as coisas e eu não queria mais pensar nisso. Como dar conta? Às vezes é mais fácil colocar uma pedra nos sentimentos e, simplesmente,… Continuar lendo O Brasil não tem fome

Atendimento humanizado, Casos clínicos, estudante de medicina, Histórias cotidianas, Idosos, Médicos escritores, medicina, Sem categoria

Vamos falar de amor?

Nas últimas semanas tive o privilégio de conhecer a história de diversas senhorinhas. Até então não havia tido um contato tão intenso com a terceira idade, existindo apenas a (deliciosa) memória afetiva dos meus avós.Em algumas situações, a consulta deixou de ser do "corpo" e o foco passou a ser a alma (mas há dissociação… Continuar lendo Vamos falar de amor?

Atendimento humanizado, estudante de medicina, Histórias cotidianas, Médicos escritores, medicina, Sem categoria

Noite de UTI

Eu sempre tive medo da UTI. Como parente de paciente, pra mim parecia que na porta dela sempre estava a dona Morte esperando com sua túnica preta e cajado, pronta pra levar aqueles que amamos, mesmo que externamente eu repetisse, freneticamente, pra me consolar: “Nem todo paciente morrendo está lá”. Diariamente, a espera interminável pela… Continuar lendo Noite de UTI

Atendimento humanizado, Casos clínicos, estudante de medicina, Histórias cotidianas, Médicos escritores, medicina, Pediatria, Sem categoria

Dra Amanda

Essa semana tive o privilégio de conhecer a Sra Dania e sua filhinha de 3 anos: "Eu sou a Dra Amanda e vou ser médica", assim a pequena se apresentou. Família simples, com poucos recursos, mas sobrando amor e respeito. Não teve como não relembrar de mim, aos 5 anos, tendo os primeiros contatos com… Continuar lendo Dra Amanda

Histórias cotidianas

O caso dos “sem jeito”

Conversando com um pai na enfermaria, surgiu a pergunta ao grupo:- Vocês querem se especializar em quê? Apareceram as respostas e brincadeiras que já estamos acostumadas. Pediatria, psiquiatria, anestesio, medicina de família... - Você quer ser médica de família? O que isso faz? Com o mesmo espanto de sempre quando dou essa resposta. - Então,… Continuar lendo O caso dos “sem jeito”

Histórias cotidianas

As riquezas do Cuniã

Aos 85 anos ele tinha uma fala mansa de quem não tem pressa do tempo passar (como grande parte das pessoas que ali conheci), paciência e carisma como se já fôssemos queridos e um olhar sereno e cansado de quem já viu de tudo um pouco nessa vida... Começamos a conversa com o objetivo de… Continuar lendo As riquezas do Cuniã

Casos clínicos, Histórias cotidianas, Pediatria

Mãe, eu também como!

Consulta de retorno, entra a mãe com a criança. Como de praxe, são feitas perguntas sobre o diário alimentar da pequena, até que chegamos no almoço: - E no almoço, conta pra mim, o que você está comendo? - Arroz, feijão, uma carninha e salada. - Ah, e come a carne feita como? Assada? Cozida?… Continuar lendo Mãe, eu também como!